Hipotireoidismo e Hipertireoidismo: a Diferença entre as Doenças da Tireoide

As doenças da tireoide são causadas pela produção em excesso (hipertireoidismo) ou em quantidades insuficientes (hipotireoidismo) dos hormônios tireoidianos.

  • 20/09/2021 às 14:00:00
  • Fonte: Danone Nutricia
[Hipotireoidismo e Hipertireoidismo: a Diferença entre as Doenças da Tireoide]
Hipotireoidismo e Hipertireoidismo: a Diferença entre as Doenças da Tireoide

O controle do metabolismo do corpo, assim com o desenvolvimento e crescimento dos órgãos e sistemas, é feito pelos hormônios da tireoide, uma glândula localizada no pescoço. Qualquer pessoa, mas principalmente as mulheres mais velhas, podem apresentar problemas na secreção deles, provocando o hipotiroidismo ou o hipertireoidismo.

O hipotiroidismo ocorre quando a tireóide produz menos hormônios do que deveria. Por outro lado, quando a secreção é feita em excesso, ocorre o hipertireoidismo. As duas condições têm causas diferentes e provocam sintomas específicos.

Para que serve a Tireoide?

A tireóide é uma pequena glândula localizada na parte frontal do pescoço, enrolada em torno da traqueia. Tem a forma de uma borboleta pequena com duas asas largas, que se estendem ao redor das laterais da garganta.

Como a tireoide produz hormônios que são vitais para diversas funções do corpo, todo o organismo é impactado pelo seu funcionamento deficiente. Os dois principais hormônios tireoidianos são o T4 (tiroxina) e o T3 (triiodotironina). Eles dizem às células do corpo quanta energia utilizar. Quando a glândula funciona corretamente, o metabolismo funciona na taxa certa.

Quando a tireoide produz muitos hormônios, o corpo usa energia rapidamente, o que pode deixar a pessoa mais cansada, fazer o coração bater mais rápido, provocar a perda de peso e até nervosismo. Já quando produz hormônios de menos, pode-se ganhar peso, sentir mais frio e também sentir cansaço extremo.

Hipertireoidismo

A causa mais comum do hipertireoidismo é a Doença de Graves, uma condição autoimune, ou seja, causada pelo próprio corpo, que ataca a tireoide. O bócio multinodular, uma doença da própria glândula, também pode causar a produção de hormônios em excesso. Por fim, o excesso de iodo, presente em alimentos marinhos, leite e ovos, está associado ao hipertireoidismo.

Os principais sintomas do hipertireoidismo são, de acordo com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia:

? Dificuldade de dormir

? Batimentos cardíacos acelerados

? Intestino solto

? Agitação

? Muita energia, apesar de muito cansaço

? Queda de cabelo

? Calor e suor exagerado

? Menstruação irregular em mulheres

O tratamento do hipertireoidismo é feito com medicamentos, dependendo da causa da doença.

Hipotireoidismo

O hipotireoidismo também pode ser causado por uma doença autoimune, chamada Tireoidite de Hashimoto, que provoca a redução gradativa da glândula. Além disso, idade acima de 60 anos, radioterapia no pescoço para tratar um tumor e doenças da hipófise, outra glândula produtora de hormônios, podem estar por trás da condição.

Algumas crianças nascem com hipotireoidismo por que não tem a glândula ou por que ela não funciona corretamente. O teste do pezinho, feito ao nascer, identifica a presença da doença.

Os principais sintomas do hipotireoidismo são, segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia:

? Depressão

? Desaceleração dos batimentos cardíacos

? Intestino preso

? Menstruação irregular

? Diminuição da memória

? Cansaço excessivo

? Dores musculares

? Sonolência excessiva

? Pele seca

? Queda de cabelo

? Ganho de peso

? Aumento do colesterol no sangue

Como o hipotiroidismo se caracteriza pela produção reduzida de hormônios, o tratamento é realizado com a reposição hormonal. Assim, os sintomas são corrigidos em algumas semanas.

Tanto o hipotireoidismo quanto o hipertireoidismo são consideradas doenças crônicas. Ou seja, o tratamento deve ser adotado pelo resto da vida.

Diagnóstico das Doenças da Tireoide

O cansaço e a queda de produtividade são os principais sinais de alerta para as doenças da tireoide. Fique atento aos outros sintomas, como a frequência dos batimentos cardíacos e a queda ou ganho de peso, para procurar o médico.

O clínico geral ou o endocrinologista podem ser procurados quando há desconfiança de problemas na tireóide. Para diagnosticá-los, o profissional de saúde irá fazer um exame clínico, apalpando o pescoço, e solicitar um exame de sangue que avalia a presença dos hormônios T3 e 74. Não deixe de ir até o médico se notar os sintomas.

  • Compartilhe e Avalie esse Post

  • votos

Deixe seu Comentário! Queremos saber sua opinião!


[Envie seu Orçamento pelo WhatsApp]
Envie seu Orçamento pelo WhatsApp