Médico Urologista: O que faz, quando consultar?

Urologista é o profissional especializado no trato geniturinário, que inclui os rins, bexiga, uretra e órgãos reprodutivos masculinos, atuando no tratamento clinico e cirúrgico de enfermidades que afetam esses órgãos.

  • 16/05/2022 às 12:00:00
  • Fonte: Tele Medicina Morsch
[Médico Urologista: O que faz, quando consultar?]
Médico Urologista: O que faz, quando consultar?

Pedras nos rins, tumores e doenças sexualmente transmissíveis estão entre os males tratados pelo médico urologista.

Especializado no sistema urinário e no aparelho reprodutor masculino, ele deve ser consultado tanto diante de sintomas quanto para evitar agravos à saúde.

Pacientes que desejam manter os cuidados com a saúde do homem em dia precisam receber essa avaliação médica pelo menos uma vez por ano.

Essa frequência tende a aumentar diante de fatores como idade, sintomas físicos e problemas na área sexual.

Mulheres também se beneficiam da assistência urológica qualificada, tratando doenças comuns como a infecção urinária.

A avaliação médica pode ser feita tanto pessoalmente quanto online, como vou detalhar nas próximas linhas.

Leia até o final para saber mais sobre a atuação do urologista, quando consultar esse especialista e as vantagens do atendimento médico.

O que é um médico urologista?

Médico urologista é o especialista que estuda e trata doenças do trato urinário e aparelho genital masculino (próstata, adrenais, testículos, epidídimos e pênis).

Apesar de ser mais conhecido pelos cuidados de saúde masculina, esse profissional também atende mulheres que estejam com problemas nos rins, ureteres, bexiga e uretra.

Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), a área tem interface com praticamente todas as demais especialidades médicas.

Esse fator exige conhecimentos profundos do urologista, que estuda por pelo menos 11 anos até adquirir essa titulação.

O profissional começa cursando a graduação em Medicina, com duração mínima de seis anos.

Em seguida, faz dois tipos de residência médica, que equivalem a especializações para os profissionais de medicina.

A primeira aborda cirurgia geral, e a segunda, a urologia.

Significa que o médico urologista está apto para a atuação clínica e cirúrgica, conduzindo tratamentos através de operações como o transplante de rins.

Contudo, seu dia a dia costuma ter mais atendimentos em consultório, realização de exames de apoio ao diagnóstico e acompanhamento de pacientes internados.

O que faz o médico urologista?

O médico urologista presta assistência clínica, preventiva e terapêutica aos pacientes.

Ele pode atuar tanto em consultórios e clínicas quanto em hospitais, priorizando a realização de operações e o acompanhamento pós-cirúrgico.

Na rotina clínica, ele estuda a anatomia e funcionamento dos sistemas urinário e reprodutor masculino, a fim de identificar anormalidades.

Na suspeita de doenças, são solicitados exames de imagem, de sangue e outros que auxiliam na confirmação ou afastamento da hipótese diagnóstica.

O especialista em urologia ainda exerce um papel de destaque na prevenção e rastreamento de males como o câncer de próstata, o segundo tipo mais comum entre os homens.

Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) revelam que a doença matou quase 16 mil brasileiros em 2019.

No ano seguinte, houve 65.840 novos casos de câncer de próstata, representando 29,2% dos tumores incidentes no sexo masculino.

Esse quadro alarmante pode ser revertido por meio do rastreamento da patologia, conduzido através de testes preventivos realizados em pacientes com sintomas.

Quando se deve procurar um urologista?

Uma série de situações devem motivar uma visita ao urologista.

A seguir, comento as principais.

Diante de sintomas relacionados ao trato urinário

Homens e mulheres que notarem sintomas sugestivos de anormalidades no sistema urinário devem procurar um médico urologista o mais breve possível.

Por vezes, esses sinais se apresentam na forma de dores agudas que chegam a incapacitar o paciente, que deve ser levado ao pronto-socorro mais próximo.

Nem sempre esses incômodos expressam doenças graves, podendo manifestar, por exemplo, uma infecção do trato urinário.

No entanto, sua intensidade pode pedir uma interferência ágil para cessar ou diminuir a dor.

Outros sintomas de interesse são:

  • Dor lombar
  • Cólicas abdominais
  • Dor ao urinar
  • Alterações na quantidade e frequência dos jatos de urina
  • Gotejamento
  • Presença de sangue na urina
  • Febre.

Redobre a atenção quando dois ou mais sinais aparecem de forma simultânea.

Caso surjam problemas genitais ou sexuais masculinos

Dores no pênis, testículos e epidídimo podem indicar condições como DST, varicocele, infecções ou tumores.

De acordo com a SBU, a varicocele está presente em 15% dos homens, sendo a principal causa tratável de infertilidade masculina.

A patologia é descrita como:

“A dilatação das veias que drenam o sangue testicular devido à incompetência das válvulas venosas, associada ao refluxo venoso. É a mesma doença que afeta mais frequentemente as pernas das mulheres, que nesse caso é conhecida como varizes dos membros inferiores e provoca dor e inchaço nas pernas.”

Outros sinais de problemas no sistema reprodutor masculino são:

  • Ejaculação precoce
  • Presença de sangue no esperma
  • Incômodos durante o ato sexual
  • Disfunção erétil
  • Corrimento
  • Surgimento de bolhas e feridas nos órgãos genitais
  • Coceira e sensação de queimação
  • Vermelhidão.

Com o avanço da idade do homem

A idade é um fator de risco importante para o câncer de próstata, já que 75% dos casos no mundo ocorrem em pacientes com 65 anos ou mais.

É por isso que as autoridades de saúde incentivam exames de rastreamento a partir dos 40 anos, permitindo a identificação de tumores em fase inicial.

Nesse cenário, são maiores as chances de cura e diminuição de sequelas.

Homens que tenham familiares próximos com histórico de câncer de próstata antes dos 60 anos, acúmulo de gordura em excesso e que tenham sido expostos a substâncias como arsênio e aminas aromáticas, também têm risco aumentado para a doença.

Na época do checkup de saúde

Além dos homens mais velhos, mulheres e rapazes também podem incluir a consulta com urologista em seu checkup de saúde.

Essa rotina preventiva deve ser realizada anualmente, a fim de permitir a avaliação da saúde do paciente e a detecção precoce de males como:

  • Cálculos renais (pedras nos rins)
  • Cistite, pielonefrite e outras infecções do trato urinário
  • Incontinência urinária
  • Bexiga hiperativa
  • Fimose
  • Tumores benignos e malignos (cânceres)
  • Infertilidade masculina
  • Doenças sexualmente transmissíveis (DSTs).

Como é a consulta com urologista

A consulta com urologista segue os trâmites gerais de uma consulta médica, incluindo anamnese, exame clínico e testes complementares.

A anamnese nada mais é que uma entrevista com o paciente, indispensável para coletar informações sobre o motivo do atendimento.

Como expliquei acima, a razão pode ter origem em sintomas, medidas preventivas ou de rastreamento para o câncer de próstata.

Outro motivo para a avaliação urológica vem do encaminhamento pelo clínico geral, geriatra ou médico de outra especialidade.

Essa situação é comum caso o paciente seja acompanhado por um profissional generalista e comece a apresentar quadros suspeitos de males tratados pelo urologista.

Durante a entrevista, o médico ainda se informa sobre o histórico de saúde, relevante porque algumas patologias sofrem influência genética ou hereditária.

Tratamentos atuais, doenças crônicas e outros detalhes também devem ser mencionados pelo paciente, a fim de auxiliar no diagnóstico.

A segunda etapa da consulta é o exame clínico, que considera a observação de anomalias como lesões e mudanças no aspecto da pele, junto à palpação.

Essa fase ajuda a caracterizar os sintomas, sua duração, intensidade, fatores que causam o agravamento, etc.

Após reunir informações da anamnese e exame clínico, o médico verifica a necessidade de pedir testes complementares.

Dependendo do procedimento, o teste poderá ser feito durante a consulta, como esclareço nos próximos tópicos.

  • Compartilhe e Avalie esse Post

  • votos

Deixe seu Comentário! Queremos saber sua opinião!


[Envie seu Orçamento pelo WhatsApp]
Envie seu Orçamento pelo WhatsApp