Saiba o que é homeopatia e quais são seus princípios

Homeopatia é um termo que permeia a área da saúde há mais de 200 anos. O conceito é relacionado a uma diretriz terapêutica baseada em princípios diferentes dos tidos como “convencionais” para tratar doenças.

  • 14/12/2021 às 13:00:00
  • Fonte: Essentia
[Saiba o que é homeopatia e quais são seus princípios]
Saiba o que é homeopatia e quais são seus princípios

Mas no que a homeopatia se diferencia? Como a especialidade surgiu e no que é fundamentada? 

Acompanhe o artigo para saber o que é homeopatia e aprofunde um pouco mais o seu conhecimento sobre o assunto.

O que é homeopatia e para que serve?

De forma objetiva, homeopatia é uma especialidade médica e farmacêutica que consiste em ministrar ao doente doses mínimas do medicamento homeopático para evitar a intoxicação e estimular a reação orgânica.

É uma prática que serve para restabelecer o equilíbrio da saúde com foco no indivíduo, e não na doença. 

Para saber o que é homeopatia, é importante conhecer seus princípios, organizados pelo médico alemão Samuel Hahnemann, apontado como o criador da prática, em 1796.  Acompanhe!

Quais são os princípios da homeopatia?

Lei do Semelhante

Como um dos principais fundamentos da homeopatia, a lei do semelhante indica que as substâncias que são capazes de ocasionar determinados sintomas em um indivíduo sadio podem estimular a cura em indivíduos que estão doentes e apresentam os mesmos sintomas ocasionados. 

Para exemplificar: um medicamento capaz de provocar, em uma pessoa sadia, febre, dores de cabeça e fadiga pode ser usado para curar uma pessoa doente e que apresente os mesmos sintomas.

Experimentação no Homem Sadio

O segundo princípio da homeopatia está relacionado aos experimentos das substâncias usadas em medicamentos homeopáticos. 

Também chamada de experimentação patogenética, homeopática ou pura, é o procedimento de testar substâncias medicinais em indivíduos sadios para identificar os sintomas que irão refletir sua ação.

As substâncias são testadas em diferentes doses e concentrações. Assim, os sintomas físicos, funcionais, emocionais e mentais são identificados para que seja registrada a patogenesia. O termo significa o conjunto de sinais, objetivos e subjetivos que um organismo sadio apresenta ao experimentar determinada substância medicinal. 

Com a identificação da patogenesia, é possível indicar a aplicação da substância em indivíduos doentes que apresentem os mesmos sintomas.

Doses Mínimas

Nos primórdios dos estudos sobre homeopatia, o médico Samuel Hahnemann identificou que, ao iniciar o tratamento com doses elevadas, era percebido o agravamento dos sintomas. Isso acontecia pelo somatório dos sintomas naturais provocados pela doença com os sintomas artificiais provocados pelo medicamento.

Assim, ele passou a fazer testes reduzindo as doses com uma técnica de diluição em água e álcool. Além de diluir o medicamento homeopático, passou a homogeneizar as soluções através de agitações, chamadas por ele de sucussões.

Desta forma, foi identificada a redução das agravações dos sintomas observados nas doses com alta concentração, além do maior potencial de cura. 

Você já deve ter ouvido a expressão “doses homeopáticas” quando alguém quer relacionar algo que acontece aos poucos ou em pequenas quantidades, certo? A expressão vem da manutenção dos medicamentos homeopáticos, apresentados em doses reduzidas e diluídas.

Medicamento Único

O quarto e último princípio da homeopatia faz referência à experimentação dos medicamentos.  A técnica estabelecida pelo médico Samuel Hahnemann aponta que, para identificar a patogenesia de cada medicamento, é fundamental que seja estudado de forma isolada. 

Ao analisar uma substância por vez, é possível evitar interferências de outros medicamentos e relacionar os sintomas com os efeitos de forma mais precisa.

Qual o principal diferencial da homeopatia?

A medicina ocidental possui duas correntes terapêuticas opostas: alopatia e homeopatia. Enquanto a homeopatia é embasada na cura pelo semelhante, a alopatia, relacionada à medicina convencional, trata doenças e sintomas com medicamentos que produzem efeitos contrários.

A homeopatia é uma especialidade?

Atualmente, a Organização Mundial da Saúde reconhece a homeopatia como uma prática da Medicina Tradicional e Complementar (MTC). A especialidade conta com um reconhecimento e aceitação social amplamente aderente.

Pesquisas demonstram que, mundialmente, cerca de 500 milhões de pessoas utilizam a homeopatia como forma terapêutica, o que representa em torno de 7% da população mundial.

Entender o que é homeopatia e quais são os seus princípios é pertinente para considerar a técnica como uma alternativa para cuidar da saúde.

  • Compartilhe e Avalie esse Post

  • votos

Deixe seu Comentário! Queremos saber sua opinião!


[Envie seu Orçamento pelo WhatsApp]
Envie seu Orçamento pelo WhatsApp